Arquiteto catarinense Diogo Giácomo Tomazzi cria coleção de mesas Cosmos, inspirada na imensidão do Universo

Vejam como são as coisas. Final de 2010 para 2011, lendo uma revista de decoração nacional descobri o trabalho de um conterrâneo meu, de Itajaí, litoral de Santa Catarina, e que na época morava em São Paulo.  Logo dei um jeito de encontrar ele (por fone e e-mail, primeiramente) para conhecer melhor o trabalho. Rendeu esta entrevista aqui, publicada em janeiro de 2011 no caderno Casa Nova do Jornal Diário Catarinense e compartilhada neste blog.

Meses depois, por intermédio de uma amiga em comum, a Marina Baldini, arquiteta e que na época tinha a Cor Galeria em Florianópolis, fui para Sampa e conheci pessoalmente o arquiteto Diogo Giácomo Tomazzi. Espia este post também.

Desde então não perdemos mais o contato. Nestes anos tenho acompanhando cada vez mais de perto a evolução do trabalho do Diogo, que também tem habilidades com o desenho de móveis. Aliás, foi a ver a foto da mesa Compee, assinada por ele, publicada em uma revista, que descobri o talento do catarinense. Coisa boa!

Depois desta mesa, muitas outras peças vieram. Agora, à frente do Giácomo Tomazzi Studio, o arquiteto mostra suas criações mais recentes. Uma delas é a coleção de mesas Cosmos. Como o próprio nome diz, as mesas são inspiradas na imensidão do universo, planetas, asteróides, estrelas, poeira cósmica. Elas têm estrutura em tubo maciço de cobre e tampo de vidro serigrafado. Um must.

mesas Cosmos por Diogo Giácomo Tomazzi
Veja na entrevista abaixo detalhes sobre o desenvolvimento desta coleção:

Como foi o teu processo de criação para desenvolvimento da linha Cosmos?
Diogo Giácomo Tomazzi: Foram vários fatores que me fizeram desenhar a linha, mas a principal foi assistir a filmes de ficção científica e documentários sobre o universo, planetas e viagens espaciais. 

Da inspiração à peça em si – pronta –  levou quanto tempo?
Giácomo Tomazzi: Dois dias. Um para desenho à mão e outro para finalizar o conceito. 

Os desenhos dos tampos remetem bem a esta ideia de universo. Como foi possível o efeito?
Giácomo Tomazzi: Impressão fotográfica em superfície. A imagem precisa estar em alta resolução para ter a maior quantidade de detalhes das superfícies planetárias. 

Porque a escolha do cobre e do vidro?
Giácomo Tomazzi: Ainda estou estudando a relação de materiais x custos, mas gosto do cobre por ser um metal de cor quente e o vidro dá um bom acabamento e resistência.

A coleção é composta por quantas peças? 
Giácomo Tomazzi: Três peças: mesa de centro (Venus), mesa de apoio (Terra) e mesa lateral (Marte). Certamente as dimensões e tipo de estrutura definem bem o uso. Nesta linha não tem mesa de jantar, por exemplo. 

Quando lançou esta coleção?
Giácomo Tomazzi: Ainda sem data oficial, mas muito provável na Design Weekend em São Paulo, no mês de agosto. 

Onde as pessoas podem encontrar as suas peças? 
Giácomo Tomazzi: Algumas de minhas peças estão nos super bacanas sites BOOBAM e Design Supplier. As peças desta coleção inicialmente serão comercializadas pelo meu estúdio a clientes finais e lojistas pelo meu site.

Hoje você está atuando em quais mercados?
Giácomo Tomazzi: Tenho vendido principalmente para São Paulo e Rio de Janeiro. Existe uma resistência do mercado catarinense para consumo de produtos de novos designers, mas acredito que isso vá mudar. Estou desenhando para marcas em Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais, fora a produção própria de alguns produtos.

mesas Cosmos por Diogo Giácomo Tomazzi

Show de bola. Feliz por você Diogo. Mais e mais sucesso amigo conterrâneo!
Tem mais sobre o trabalho do Diogo Giácomo Tomazzi aqui neste outro post.

Continue Reading

Design para compor

Lançamento no Salão do Móvel de Milão, os módulos Componibili estão entre as novidades 2014 da Kartell. Foram projetados para atender às diversas exigências de utilização e de disposição em todos os ambientes da casa. A solução conceitual do sistema é a elementar e sólida sobreposição das peças individuais, que por meio de um encaixe simples, compõem os práticos móveis recipientes. O design é de Anna Castelli Ferrieri. Os módulos são de plástico ABS, o acabamento final de metalização da superfície.

Continue Reading

Pendente siliconado

Eu sou fã de personalizar e dar a sua cara ao lugar no qual vive. É ali que você passa a maior parte do tempo, é para onde você sempre volta. Então, crie e deixe do jeitinho que você gosta. Cansou, muda de novo. O legal é que o mercado também está antenado para esta nossa vontade de querer dar pitaco e dar o ‘nosso jeitinho’ a tudo. Coisa de brasileiro, claro, e com orgulho. Nesse contexto, olha só o que a Taschibra vai lançar. São as linhas de pendentes Make Color, Dot Color e Day Color, confeccionadas a partir de silicone. Elas chamam a atenção porque são personalizáveis, têm o cabo e a estrutura maleáveis. Assim é possível que cada pessoa deixe o objeto como desejar. O produto é pioneiro e a linha estará disponível a partir de março, com o lançamento na Feicon em São Paulo. Posteriormente ao evento, os pendentes estarão disponíveis nos home centers de Santa Catarina, além de pontos de venda em outros estados.

Luminárias feitas de silicone

Luminárias feitas de silicone

Continue Reading