Guarda-chuva para encarar ventos de até 100km por hora

Este é Senz, o guarda-chuva aerodinâmico. Seu desenho foi pensado para que o usuário encare uma chuva até com ventos fortes. Sua estrutura e tecido podem suportar ventos de até 100km por hora.  Já pensei no vento sul aqui na Ilha da Magia (Florianópolis). A ideia é interessante, mas para saber se realmente funciona só mesmo um teste prático. Me chamou a atenção a parte de trás, mais longa, afinal, sempre costumamos inclinar a sombrinha para proteger nossas costas dos pingos.

Modelito aerodinâmico para dias molhados
Modelito aerodinâmico para dias molhados

Pra saber mais visite o site Senz

Continue Reading

Para dias molhados

Em dias de chuva não temos a mínima vontade de sair debaixo das cobertas, muito menos de sair de casa. Mas o ofício nos chama e lá vamos nós todos agasalhados, preparados para nos molhar. Quem nos acompanha? Aquele guarda- chuva enorme ( sim, porque sombrinha não protege nada).
O pior é a situação de quando chegamos a um lugar e não temos um cantinho para deixá- lo escorrer.
Alguns oferecem um suporte com plástico para colocarmos o guarda-chuva. Mas, quando não há opção, ou temos que deixar na rua, ou numa lixeira vazia.
Em casa, nosso suporte acaba sendo o tanque, na área de serviço. Hoje, o mercado até oferece algumas opções sem graça e, talvez por isso, acabamos não investindo num acessório desse.
Quem sabe, esta ideia incentive novas criações. O design é de um japonês e por enquanto ainda não chegou por aqui. É uma réplica de um tênis feita em resina branca e com cadarços de verdade. O modelito de porta guarda- chuva é encontrado no formato de pé direito e pé esquerdo, mas para ter o par precisa comprar os dois, porque são vendidos individualmente.
Vamos torcer que a passos largos o divertido suporte chegue ao Brasil e daí reservamos um lugarzinho pra ele, bem charmoso, no nosso hall de entrada.

Foto do site rakuten.co.jp

Continue Reading

Guarda-chuva na decoração

Que dia é esse? Não é dos melhores, claro. Mas, como diz a letra da música do Daza ‘dia lindo a gente faz, dia lindo a gente corre atrás’.

Então, vamos começar agora, a partir deste momento! Chega de deixar para amanhã ou depois o que se pode fazer neste instante. De certo, as tempestades vêm, depois passam. Nada se ajeita do dia para a noite, porém, recomeçar é o mais saudável e inteligente.

Se o sol não deu o ar da sua graça, algum motivo deve ter. Mas veio a chuva para levar tudo que não convém.

Para se ter uma ideia, a chuva inspirou-me a fazer este post. As tais sombrinhas e guarda-chuva são o foco deste post. Encontrei soluções incríveis de como as peças ‘de dias chuvosos’ podem entrar na decoração. Espiem!

Estas três primeiras imagens são criações da designer Shelly Sabel, que combinou cada guarda-chuva com uma lâmpada, resultando em belíssimos lustres de sombrinhas.



Claro que esta imagem não poderia faltar. Foto de Caio Cezar, do projeto da amiga arquiteta Ana Trevisan para a nova Célula Cultural Mané João Paulo, em Florianópolis. Olhem o guarda-chuva!!! Demais Ana! Show de bola!

É isso caros leitores. Tranqueira Chic, Design Atento e Lyra e Ochiai são alguns dos sites garimpados e de onde tirei algumas imagens.



Continue Reading