Marca de Joinville aposta em vasos criativos impressos em 3D

Eu ainda não conhecia esta marca. Gosto de ver o que empresas e designers catarinenses andam fazendo. E olha que dica bacana recebi de uma amiga.

A Casa Z, marca de Joinville, Norte do estado, cria peças de design voltadas para a decoração. O mais bacana: são impressas em 3D. São vasos para plantas, chaveiros e luminárias, entre outros tantos objetos desenvolvidos em diversos tamanhos, cores e preços. Belíssima dica de presente para as festas de fim de ano. “Temos diversos produtos, muitas cores, texturas e tamanhos para deixar a casa ou o escritório com um toque divertido. Além de deixar a decoração mais cool, os produtos da Casa Z são impressos com plástico PLA, que é biodegradável”, explica Amanda Bittencourt, uma das sócias da empresa.

Que show. Tecnologia 3D associada à matéria-prima amiga da natureza.

Chaveiro bacanudo. Bem Feito Casulo

Vasos geométricos para plantas

Vamos conhecer mais sobre a Casa Z?

A impressão 3D já é utilizada dentro da indústria para a prototipagem, mas a Casa Z, empresa de Joinville, adotou um novo uso para a tecnologia: a criação de peças de design voltadas para a decoração. São diversos produtos, de variadas cores, texturas e tamanhos, todos impressos com plástico PLA, derivado do amido do milho ou da cana de açúcar que, diferentemente do plástico proveniente do petróleo, o PLA é biodegradável em condições ambientais específicas.

Fundada em setembro de 2017, a Casa Z foi idealizada por Bruno Boas. Ele conta que a ideia surgiu após ter percebido uma oportunidade no segmento de decoração. “Percebi que existem muitas pessoas interessadas por decoração, com bom gosto, que optam por objetos mais diferenciados e lúdicos, mas não querem ou não podem investir uma grande quantia de dinheiro para ter seus ambientes decorados”, conta.

Tendo isso em mente, Bruno, que trabalhou como designer na Whirlpool, passou a modelar vasos para cactos e suculentas em um software específico. Quando imprimiu a primeira peça, em uma impressora 3D em sua casa, não tinha ideia de qual seria a aceitação do público. “Minha dúvida era se as pessoas iriam aceitar a impressão 3D, que tem uma característica estética própria”, lembra. Para fazer um teste, ele publicou o produto em sua conta no Instagram. “Vi que as pessoas mostraram interesse e passei a publicar os vasos em marketplace”, relata Bruno.

Quando teve a certeza da aprovação do público, decidiu efetivamente criar a empresa e convidou Amanda Bittencourt para entrar como sócia no negócio. Os dois haviam se conhecido na primeira edição da Startup Weekend Joinville, em 2016, e participado juntos em diversos outros projetos. Meses depois, Jorge Pietruza passou também a integrar o quadro de sócios do negócio.

Atualmente, a Casa Z possui clientes por todo o Brasil. “Além da curiosidade da impressão 3D, o interesse pelos produtos da empresa cresceu quando passamos a adotar, em março deste ano, uma estratégia de marketing que vem ganhando destaque nas redes sociais: a divulgação dos produtos por meio de influenciadores digitais”, salienta. De lá para cá, os sócios têm comemorado o sucesso do negócio que tem crescido de forma expressiva mês a mês.

Amanda, Jorge e Bruno, sócios da Casa Z


Maior fazenda de impressão 3D de Joinville e região

Para a produção das peças, a Casa Z investiu em 16 impressoras 3D, o que a torna a maior fazenda de impressão 3D de Joinville e região. Cada produto leva em média duas horas para ser impresso. No total, são produzidas em torno de 100 peças por dia. “Nenhum produto é igual, pois a impressão 3D traz consigo a exclusividade do artesanal. Durante o processo de impressão, o plástico vai tomando forma e apresentando pequenas características que diferem de produto para produto”, explica Bruno Boas, idealizador da empresa.

Fábrica Futuro

A Casa Z faz parte de um projeto denominado Fábrica Futuro. “Queremos que todos tenham em mente o 3D como uma nova forma de fazer negócio. A Casa Z é uma marca da Fábrica Futuro, e logo teremos mais novidades de produtos desenvolvidos por nós em outros segmentos”, revela Amanda.

Zero estoque: o novo modelo de negócios

Os produtos são vendidos exclusivamente no site da empresa (www.casaz.com.br) e cada peça é produzida somente quando o pedido é realizado. “Trabalhamos sob demanda. Se um lançamento não vende, não temos prejuízos, porque não tivemos que desenvolver uma linha de produção. Se um produto vender uma unidade por semestre, ele não nos custou nada de estoque”, explica Jorge.

Para ele, este novo jeito de produzir é o sonho de qualquer empresa, uma vez que a Casa Z trabalha com zero estoque, o que evita gastos desnecessários. “Entregamos aquilo que produzimos, ou seja, tudo que entra como produção gera receita”, resume. Por isso, a impressão 3D permite um modelo enxuto de produção. Na Casa Z, por exemplo, os processos criativo, produtivo e de marketing são atualmente realizados por três pessoas. “Se fôssemos contar com os processos industriais tradicionais, com grandes máquinas, seria impossível viabilizar a ideia com um quadro reduzido de pessoas. Nossa empresa existe porque apostamos na tecnologia da impressora 3D e vemos isso como algo contemporâneo”, ressalta Jorge.

As peças variam de R$ 20 a R$ 150 e podem ser visualizadas nas redes sociais no perfil @casaz.com.br, ou no endereço www.casaz.com.br. As compras devem ser feitas diretamente pelo site.

Todos os produtos podem ser encontrados nas cores: branco, preto, prata, dourado, cobre e azul Tiffany. As compras devem ser feitas diretamente pelo site www.casaz.com.br. A empresa entrega para todo o Brasil.

Fotos: Divulgação

Continue Reading

Casa Areia é o café oficial da CASACOR SC Florianópolis 2018

O projeto da Casa Areia, inspirado nas dunas da Joaquina, é assinado pelas irmãs, as designers Linda Martins e Linda Cris Araújo, do Maraú Design Studio, e pelo engenheiro civil Rodrigo Pires, da Rope Engenharia. O espaço abriga o café oficial da mostra, em Florianópolis, que tem o menu assinado pelo chef e mergulhador Narbal Corrêa, à frente do bem-sucedido Rita Maria Lagosteria.

“Casa Areia é uma homenagem a Florianópolis e as suas belas paisagens, principalmente a das dunas da Joaquina. Com tons de branco e areia, nossa casa tem o frescor da contemporaneidade, linhas retas, estrutura ampla para passagem de luz e circulação de ar”, explicam as profissionais.

Fotos Ronald Pimentel

Com 100 metros quadrados, as designers se debruçaram no tema A Casa Viva para promover um ponto de encontro com conforto e acolhimento, sem deixar de lado a elegância e a sofisticação. Na área interna, estão dispostas cinco mesas com 22 cadeiras para acomodar o púbico. Um dos destaques é o muxarabi, um painel em acrílico inspirado nas renda de bilro, herança cultural açoriana, que auxilia na iluminação e ventilação naturais. O elemento agrega estética única, seja pelo seu design exótico vazado ou pelo efeito de luz e sombra que se espalha sobre o ambiente.



A artista plástica Fabi Loos foi convidada para assinar quatro telas, representando o azul de céu, mar e lagoa. Uma parede de plantas naturais contrapõe às cores neutras, assim como o revestimento dos banheiros em tom canela, que remete ao pôr do sol da Ilha.

Um convite para observar a movimentação da mostra está na varanda, onde foi montado um deck  de madeira e sobre ele disposto um sofá para compartilhar, além de bancos e cadeiras. Para relaxar, espreguiçadeiras estão espalhadas sobre a areia.

Responsável técnico pela execução do projeto, fornecimento de material e mão de obra, Rodrigo Pires, que participa há três anos da CasaCor como engenheiro responsável, assina pela primeira vez um ambiente na mostra e comenta:

“A Casa Areia é totalmente conectada à natureza e tem a intenção de agregar e interagir com outros expositores, além de ser o local de reunir e compartilhar bons momentos”, finaliza.

*** Texto com informações da assessoria de imprensa: Melissa Hoffmann

SERVIÇO

O QUE: CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018
QUANDO: 14 de outubro a 25 de novembro
Terça a Sexta, das 15h às 21h / Sábado, das 13h às 21h / Domingo, das 13h às 19h
ONDE: Caminho dos Açores, 1.410, Santo Antônio de Lisboa
INGRESSOS: Inteira, R$ 40 /Meia, R$ 20  /Passaporte, R$ 100

Continue Reading

Anna Maya projeta a Sala Viva para a CASACOR SC Florianópolis 2018

A arquiteta Anna Maya assina o projeto da sala de jantar da CASACOR SC Florianópolis 2018. O espaço de 25 metros quadrados foi inspirado no jardim do imóvel em Santo Antônio de Lisboa e recebeu o nome de Sala Viva. No projeto a profissional traz a sustentabilidade por meio da restauração do piso original da casa, feitos de tacos de peroba e canela, e da utilização de materiais naturais.

Entre os destaques, está a cristaleira com desenho exclusivo em formato circular. As bolas, marca registrada da arquiteta, estão em outros momentos também, como no teto e na iluminação. O teto, em lâminas de madeira, cria um fundo natural para os círculos que vão da cristaleira ao teto, formando um grande painel de iluminação, e direcionando o olhar do visitante para o jardim.

No centro da sala, uma mesa de jantar em vidro transparente ganhou uma escultura em ferro, assinada pelo artista Emanuel Vasco Nunes, que foi convidado pela arquiteta para apresentar duas obras esculpidas em ferro, que retratam a natureza.

Fotos Lio Simas



Para compor com a mesa de jantar, a arquiteta escolheu a premiada cadeira Pantosh, assinada pelos designers da Latoog, Leonardo Lattavo e Pedro Moog.

Destaque também para a parede em mármore natural verde “jaspi”, que traz desenhos geométricos contrastando com a cor amadeirada do piso e do teto.

Elementos da natureza encontram-se dentro e fora do ambiente. Dentro, a arquiteta escolheu utilizar folhagens (plantas permanentes) penduradas no teto, contrastando com a iluminação. E fora, uma árvore centenária, original do terreno da casa, que se tornou uma obra de arte natural emoldurada pelo lindo janelão de madeira.

*** Texto com informações da assessoria de imprensa: Paula Costa – 75 Comunica.

SERVIÇO

O QUE: CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018
QUANDO: 14 de outubro a 25 de novembro
Terça a Sexta, das 15h às 21h / Sábado, das 13h às 21h / Domingo, das 13h às 19h
ONDE: Caminho dos Açores, 1.410, Santo Antônio de Lisboa
INGRESSOS: Inteira, R$ 40 /Meia, R$ 20  /Passaporte, R$ 100

 

 

Continue Reading