Arquiteta Cris Passing cria casa sustentável e transportável dentro da CASACOR SC Florianópolis 2018

Uma das novidades da CASACOR SC Florianópolis 2018 é a construção de uma residência de verdade na mostra. O detalhe é que a Casa Grigio (que significa cinza em italiano), da arquiteta Cris Passing, não foi montada apenas para o evento. A técnica usada na construção permite que ela seja levada para outro terreno depois, o que de fato será feito. Ou seja: ela é transportável. Emais: é toda sustentável, feita em madeira de reflorestamento, otimiza luz natural e ventilação cruzada para economia de energia, e tem mobiliário de fornecedores com selo de sustentabilidade. Confira a entrevista com a arquiteta Cris Passing sobre o projeto da Casa Grigio:

O que é uma casa sustentável para você?
Casa sustentável é respeito com a natureza, é evitar desperdício dos recursos, que são limitados, reutilizar tudo que for possível. A ideia na Casa Grigio, por exemplo, é não apenas montar algo bonito para uma mostra e depois desmontar e transformar tudo em lixo. Essa casa realmente terá um uso, vai continuar tendo vida.

 

Fotos Mariana Boro

Nessa casa você teve uma preocupação que foi desde os materiais utilizados até os fornecedores de mobiliário, de adquirir marcas que também tenham essa preocupação. Como uma pessoa que não é do ramo da arquitetura pode fazer para selecionar marcas que respeitem a natureza?
As empresas que se preocupam com sustentabilidade recebem alguns selos que dão essa garantia ao consumidor. A quem quer comprar apenas de empresas comprometidas com o meio ambiente eu recomendaria que fizesse uma pesquisa, antes, para verificar se conquistou algum selo, o que faz com os resíduos, se reutiliza, como destina, que tipo de materiais usa, verificar se tem reaproveitamento, reflorestamento.

Quais são as soluções de sustentabilidade que você trouxe para a Casa Grigio?
O próprio sistema construtivo, que usa madeira de reflorestamento, que é sustentável, que pode ser montada e desmontada, aproveitamos a iluminação natural, temos ventilação cruzada, integração com a natureza, luz de LED, empresas que cuidam dos seus recursos.

O tema desse ano é ‘Casa Viva’. Tudo a ver com o projeto, que nasceu para sair daqui e virar uma casa para morar, né?
Casa viva é essa integração da casa, mesmo, com todo esse ambiente. Esse muro verde, aqui no fundo, por exemplo, é natural da casa. Quando eu vi o espaço, já pensei: nossa, vou fazer uma casa toda envidraçada para aproveitar esse fundo verde lindo. Já imaginei fazer a casa de banho lá atrás, a ideia já veio. O projeto interior foi pensado junto com a arquitetura, pensando em explorar a luz natural e os visuais da casa, o contato com a natureza. Estamos trazendo plantas naturais, flores… Uma casa, na minha opinião, para ser viva precisa ter convivência entre as pessoas, por isso eu gosto dos espaços integrados. E é isso que eu espero, na CASA COR SC, que as pessoas venham pra Casa Grigio. Para quem chegar aqui, vai ter um piano tocando, vai ter música, então quero que as pessoas aproveitem a casa, o momento.

Por falar no piano, ele já era uma atração à parte antes mesmo da mostra abrir. Ouvimos falar que as pessoas estavam fazendo videoselfies, fazendo de conta que estavam tocando, pelo fato do piano tocar sozinho.
Ele é um piano acústico, de cauda, que tem as duas funções: pode ser tocado ou toca sozinho. É de cauda, mas é super compacto, pequeno. Eu gosto muito de música clássica, apesar de não tocar. Temos pianistas na família e nos nossos encontros sempre temos música. A ideia é que as pessoas sintam-se em casa.




Conheça outros projetos da CASACOR SC Florianópolis 2018.

Curiosidades da Casa Grigio:

– A espessura das paredes e das vigas e pilares que formam a sua estrutura foi dimensionada dentro das normas do Canadá, já que o wood frame (método construtivo usado) é novidade no Brasil e ainda não há regulamentação por aqui.
– Essa técnica construtiva já é muito usada em países da Europa e nos Estados Unidos, além do Canadá, onde foi criada.
– A ideia original de Cris Passing era remontar a casa, depos da mostra, em um sítio da família em Rancho Queimado. Mas ela já tem compradores interessados na moradia.
– Só a fachada tem 21 metros de comprimento em vidro, material que está presente em mais de 90% das paredes e até em algumas partes do teto, como no banheiro.
– A privacidade dos moradores fica por conta da própria natureza que cerca a casa. Tudo faz parte: árvores nativas, frutíferas, cerca viva, jardim. Entre os cômodos não há divisórias, é tudo integrado.
– No banheiro, nem mesmo os dois chuveiros têm box. Os moradores podem, por exemplo, tomar banho lado a lado, sob o céu que é visto através do teto de vidro. No quarto, o guarda-roupas também é de vidro.
– As poucas paredes são cinza, cor natural das placas cimentícias que as revestem. O tom é a nova paixão de Cris. Por isso o nome Casa Grigio, tradução de cinza em italiano, uma referência ao país famoso pelo design, que é adorado pela arquiteta.
– A ventilação da casa é cruzada para arejar bem e dispensar o uso do refrigerador de ar, a madeira é um isolante térmico natural, as cortinas são de tecido natural.
– O design limpo, sem modismos, sobrevive ao tempo e permite viver muitos anos no espaço sem cansar.
– Na sala, um objeto de desejo: um piano de cauda Yamaha high tech, que “toca” sozinho e de forma acústica músicas escolhidas por wi-fi, inclusive replicando o movimento das teclas, como se um fantasma o estivesse tocando. Piano é uma tradição familiar da arquiteta.
– O tapete de tecido fofinho da sala de estar é bom de pisar e até de sentar. É uma espécie de convite pra chegar e ficar.
– A bancada da cozinha é feita de uma pedra Orix, super resistente, em tons de cinza, mesclando com nuances azuladas e levemente douradas, da linha Dekton, que recém foi lançada no I Saloni del Mobile em Milão.
– Tanto a pedra como o MDF usados no cômodo são de empresas que conquistaram selos internacionais de sustentabilidade por respeitar a natureza.
– Na cozinha também está uma grande adega da linha sommelier da Art des Caves, que tem três temperaturas diferentes para armazenar separadamente vinhos brancos, tintos e espumantes.
– No quarto de casal, a cama e o criado mudo são lançamentos da Masotti. Na parede do cômodo, um quadro do artista Gabriel Wickbold orna o espaço.
– O lustre da sala é da Ouse e a iluminação da casa, toda em LED, é de Jader Almeida.

Produção do texto: Bianca Backes – Alvo Conteúdo Relevante

 

SERVIÇO

O QUE: CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018
QUANDO: 14 de outubro a 25 de novembro
Terça a Sexta, das 15h às 21h / Sábado, das 13h às 21h / Domingo, das 13h às 19h
ONDE: Caminho dos Açores, 1.410, Santo Antônio de Lisboa
INGRESSOS: Inteira, R$ 40 /Meia, R$ 20  /Passaporte, R$ 100

 

Continue Reading