Novo espaço PET em Florianópolis é construído com contêineres

Nature PET Village, recém-inaugurado no Córrego Grande, oferece creche, clínica, estética e pet shop com as principais tendências de construção civil e arquitetura sustentáveis

Florianópolis acaba de ganhar o primeiro espaço PET totalmente construído com contêineres. O Nature PET Village, localizado no Córrego Grande, reúne em um único local clínica, pet shop, estética e creche. São 1.200m², sendo 300m² de área construída, projetada a partir de sete contêineres.

O projeto tem assinatura dos arquitetos Lucas Ghiorzi e Gabriel Tavares, da GhiorziTavares Arquitetura, da Capital. A utilização de contêineres, segundo os autores, traz uma série de vantagens como agilidade na execução da obra, menor custo, baixo desperdício, pouca geração de resíduos e facilidade na hora de mudança de endereço. “Os fatores de sustentabilidade foram determinantes, pois é um dos conceitos do cliente”, explica Ghiorzi.

Na obra ainda foram utilizadas outras técnicas que ampliam o conceito da sustentabilidade na arquitetura como: ventilação e iluminação naturais, aquecimento solar (para a água do banho dos pets), equipamentos de alta eficiência, reaproveitamento de materiais, reciclagem, espelho d’água para aumentar a umidade do ar, lâmpadas de LED, entre outras.

O Nature Pet Village é um sonho que foi planejado por cerca de dois anos pelos sócios Fernanda Gamborgi e Peter Lui do Rosário. O primeiro passo do casal de empresários foi chamar uma equipe de profissionais. Foram pesquisadas as melhores experiências e tendências nos mercados nacional e internacional.

Peter Lui do Rosário e Fernanda Gamborgi, proprietários do Nature Pet Village
Foto: Sabrina Nas

E tudo foi pensado para oferecer aos PETs a melhor experiência possível, proporcionando saúde, bem-estar e segurança. Os cuidados são em todas as áreas: instalações adaptadas e ergonômicas, procedimentos com reduzido nível de estresse, pessoal treinado e apaixonado por animais.

A clínica tem como responsável a médica veterinária Luiza da Silva, que está concluindo especialização em Nutrologia. Em breve o local passará a contar com atendimento em diversas outras especialidades, além de exames e cirurgias com internação.

BANHO, TOSA E OUTRAS MORDOMIAS

No setor de estética, além do tradicional banho e tosa, tem algumas mordomias extras para os pets como banhos terapêuticos em banheiras ofurô com produtos naturais. Para tornar a experiência do animalzinho menos estressante são utilizados secadores mais silenciosos, spray aromático e cromoterapia na sala de espera. Os gatos também têm atenção especial, com um dia da semana reservado para eles.

MONITORE SEU PET EM TEMPO REAL

Para aqueles clientes que não desgrudam os olhos dos seus bichinhos nem por um minuto, os serviços de banho, tosa e creche podem ser acompanhados pessoalmente ou via imagens em tempo real. E todos os outros procedimentos são gravados.

Creche com recreadora canina.
Foto Sabrina Nas

ESPAÇO ADEQUADO PARA FESTINHAS PET

No setor de alimentação são comercializados preferencialmente produtos sem conservantes, transgênicos ou corantes. Outra novidade do Nature Pet Village é o espaço para eventos (com áreas interna e externa), que poderá ser locado, por exemplo, para festinhas de aniversário dos bichinhos.

SERVIÇO

NATURE PET VILLAGE
Horário de funcionamento: 
segunda a sexta, das 8h às 20h. Sábados, das 8h às 14h.
Endereço: Rua Vera Linhares de Andrade, 2.764, Córrego Grande.
Serviços prestados: clínica veterinária, estética, creche e pet shop
Contato: (48) 3380-1555 / 99120-1377

Continue Reading

É tempo de piscina. Personalize a sua com revestimentos e tenha um oásis em casa

Tá calor aí? Aqui está um bafo só. 
Para refrescar só mesmo aquele banho de mangueira, banho frio no chuveiro, na cachoeira, no mar ou na piscina. Aliás, este é o período onde as piscinas ganham evidência. Verão é tempo delas.
Por este motivo é que decidi falar delas neste post. Existem várias opções de piscinas construídas sob medida, mas aqui vamos falar dos modelos personalizados a partir do uso de revestimentos. 

Aqui o revestimento preto, diferente do tradicional verde ou azul, resultou em um projeto de piscina conceitual

Claro que fui conversar com a equipe do Studio Artisan, especializada no assentamento de revestimentos.
A mais nova tendência para revestir piscinas ou o entorno delas, segundo a designer Jana Savi e a engenheira civil Aline Tomazoni, sócias à frente da empresa, são aqueles que remetem às pedras naturais, como a hijau, uma pedra vulcânica.

Revestimento imita pedras naturais
Revestimento que remete à pedra hijau é tendência para o design de piscinas

Você sabia que existem revestimentos específicos para estas áreas. Eles sempre devem ter a especificação voltada para o exterior. “Isso porque estes produtos são mais abrasivos e evitam quedas por escorregamento”, explicam as profissionais. 

E mais: alguns cuidados são necessários no assentamento, na colocação dos pisos, pastilhas ou outro revestimento escolhido.
Em primeiro lugar é necessária que a alvenaria tenha sido executada com a impermeabilização adequada, a fim de evitar infiltrações. A argamassa também é específica para este fim e o rejunte deve ser epóxi.

Áreas do entorno de piscinas exigem revestimentos específicos, mais abrasivos, que não sejam escorregadios


Planeja ter uma piscina no próximo verão? Contrate pessoas habilitadas, qualificadas para isso. Tenha uma piscina para se refrescar sem dores de cabeça no futuro.

Fotos: Divulgação

Continue Reading

Marca de Joinville aposta em vasos criativos impressos em 3D

Eu ainda não conhecia esta marca. Gosto de ver o que empresas e designers catarinenses andam fazendo. E olha que dica bacana recebi de uma amiga.

A Casa Z, marca de Joinville, Norte do estado, cria peças de design voltadas para a decoração. O mais bacana: são impressas em 3D. São vasos para plantas, chaveiros e luminárias, entre outros tantos objetos desenvolvidos em diversos tamanhos, cores e preços. Belíssima dica de presente para as festas de fim de ano. “Temos diversos produtos, muitas cores, texturas e tamanhos para deixar a casa ou o escritório com um toque divertido. Além de deixar a decoração mais cool, os produtos da Casa Z são impressos com plástico PLA, que é biodegradável”, explica Amanda Bittencourt, uma das sócias da empresa.

Que show. Tecnologia 3D associada à matéria-prima amiga da natureza.

Chaveiro bacanudo. Bem Feito Casulo

Vasos geométricos para plantas

Vamos conhecer mais sobre a Casa Z?

A impressão 3D já é utilizada dentro da indústria para a prototipagem, mas a Casa Z, empresa de Joinville, adotou um novo uso para a tecnologia: a criação de peças de design voltadas para a decoração. São diversos produtos, de variadas cores, texturas e tamanhos, todos impressos com plástico PLA, derivado do amido do milho ou da cana de açúcar que, diferentemente do plástico proveniente do petróleo, o PLA é biodegradável em condições ambientais específicas.

Fundada em setembro de 2017, a Casa Z foi idealizada por Bruno Boas. Ele conta que a ideia surgiu após ter percebido uma oportunidade no segmento de decoração. “Percebi que existem muitas pessoas interessadas por decoração, com bom gosto, que optam por objetos mais diferenciados e lúdicos, mas não querem ou não podem investir uma grande quantia de dinheiro para ter seus ambientes decorados”, conta.

Tendo isso em mente, Bruno, que trabalhou como designer na Whirlpool, passou a modelar vasos para cactos e suculentas em um software específico. Quando imprimiu a primeira peça, em uma impressora 3D em sua casa, não tinha ideia de qual seria a aceitação do público. “Minha dúvida era se as pessoas iriam aceitar a impressão 3D, que tem uma característica estética própria”, lembra. Para fazer um teste, ele publicou o produto em sua conta no Instagram. “Vi que as pessoas mostraram interesse e passei a publicar os vasos em marketplace”, relata Bruno.

Quando teve a certeza da aprovação do público, decidiu efetivamente criar a empresa e convidou Amanda Bittencourt para entrar como sócia no negócio. Os dois haviam se conhecido na primeira edição da Startup Weekend Joinville, em 2016, e participado juntos em diversos outros projetos. Meses depois, Jorge Pietruza passou também a integrar o quadro de sócios do negócio.

Atualmente, a Casa Z possui clientes por todo o Brasil. “Além da curiosidade da impressão 3D, o interesse pelos produtos da empresa cresceu quando passamos a adotar, em março deste ano, uma estratégia de marketing que vem ganhando destaque nas redes sociais: a divulgação dos produtos por meio de influenciadores digitais”, salienta. De lá para cá, os sócios têm comemorado o sucesso do negócio que tem crescido de forma expressiva mês a mês.

Amanda, Jorge e Bruno, sócios da Casa Z


Maior fazenda de impressão 3D de Joinville e região

Para a produção das peças, a Casa Z investiu em 16 impressoras 3D, o que a torna a maior fazenda de impressão 3D de Joinville e região. Cada produto leva em média duas horas para ser impresso. No total, são produzidas em torno de 100 peças por dia. “Nenhum produto é igual, pois a impressão 3D traz consigo a exclusividade do artesanal. Durante o processo de impressão, o plástico vai tomando forma e apresentando pequenas características que diferem de produto para produto”, explica Bruno Boas, idealizador da empresa.

Fábrica Futuro

A Casa Z faz parte de um projeto denominado Fábrica Futuro. “Queremos que todos tenham em mente o 3D como uma nova forma de fazer negócio. A Casa Z é uma marca da Fábrica Futuro, e logo teremos mais novidades de produtos desenvolvidos por nós em outros segmentos”, revela Amanda.

Zero estoque: o novo modelo de negócios

Os produtos são vendidos exclusivamente no site da empresa (www.casaz.com.br) e cada peça é produzida somente quando o pedido é realizado. “Trabalhamos sob demanda. Se um lançamento não vende, não temos prejuízos, porque não tivemos que desenvolver uma linha de produção. Se um produto vender uma unidade por semestre, ele não nos custou nada de estoque”, explica Jorge.

Para ele, este novo jeito de produzir é o sonho de qualquer empresa, uma vez que a Casa Z trabalha com zero estoque, o que evita gastos desnecessários. “Entregamos aquilo que produzimos, ou seja, tudo que entra como produção gera receita”, resume. Por isso, a impressão 3D permite um modelo enxuto de produção. Na Casa Z, por exemplo, os processos criativo, produtivo e de marketing são atualmente realizados por três pessoas. “Se fôssemos contar com os processos industriais tradicionais, com grandes máquinas, seria impossível viabilizar a ideia com um quadro reduzido de pessoas. Nossa empresa existe porque apostamos na tecnologia da impressora 3D e vemos isso como algo contemporâneo”, ressalta Jorge.

As peças variam de R$ 20 a R$ 150 e podem ser visualizadas nas redes sociais no perfil @casaz.com.br, ou no endereço www.casaz.com.br. As compras devem ser feitas diretamente pelo site.

Todos os produtos podem ser encontrados nas cores: branco, preto, prata, dourado, cobre e azul Tiffany. As compras devem ser feitas diretamente pelo site www.casaz.com.br. A empresa entrega para todo o Brasil.

Fotos: Divulgação

Continue Reading