Edição 2018 do Prêmio Top 100 Kaza está com inscrições abertas até 31 de maio

Profissionais das áreas de arquitetura, decoração e design de interiores da Grande Florianópolis interessados em participar do Prêmio Top 100 Kaza já podem fazer as inscrições. O prazo vai até dia 31 de maio. Serão aceitos projetos comerciais ou residenciais. 

A premiação selecionará os cinco melhores trabalhos realizados na região da Grande Florianópolis. Os ganhadores terão seus projetos publicados em uma edição especial da revista, promotora do concurso em parceria com o Shopping Casa & Design. Os cinco vencedores serão escolhidos por meio de análise do projeto, votação popular nas redes sociais e um júri técnico formado por jornalistas, profissionais da área e a comissão de mídia.

Alex Araújo + Carlos Malinski, Taís Marchetti Bonetti, Robson Nascimento, Marina Makowiecky + Ana Trevisan, e Juliana Pippi foram os ganhadores da Grande Florianópolis na edição 2017 do Prêmio Top 100 Kaza

Esta será a 11ª edição do Prêmio Top 100 Kaza. O evento de confraternização e premiação ocorrerá no Club Med Cancún Yucatan, no México, entre os dias 8 e 11 de outubro, com a presença dos vencedores de todo o país.

O resultado será divulgado no dia 15 de junho. Cada profissional ou escritório pode inscrever apenas um projeto. Para quem não tem cadastro no Clube Casa & Design é preciso preencher o fomulário aqui. Aos cadastrados basta fazer a inscrição. Aqui você encontra o regulamento e o caminho para se inscrever.

COMO PARTICIPAR:

* Caso não tenha no Clube Casa & Design, faça o cadastro on-line aqui.

* Após o cadastro, faça a inscrição, até o dia 31 de maio, clicando aqui.

* O prêmio é restrito a arquitetos, decoradores e designers de interiores. Podem participar pessoas físicas ou jurídicas atuantes no mercado.

* Cada profissional/escritório terá direito a inscrever apenas um projeto, que deve ser original e já ter sido executado.

* Os projetos devem ser encaminhados em formato PDF ou JPEG, em A3, com no máximo 5MB e contendo uma prancha (3D ou perspectivas) do projeto de um único ambiente com seu detalhamento e uma foto do projeto executado.

* O resultado será divulgado em 15 de junho e os vencedores vão participar da cerimônia de premiação em Cancún, no México, entre os dias 8 e 11 de outubro.

Fotos: Divulgação

Continue Reading

Portugaria, um cantinho de Portugal no Centro de Florianópolis

Ora, pois.
O que venho fazer aqui hoje? Compartilhar com vocês, leitores do Feito Casulo, a dica de um lugar que conheci faz umas duas semanas, na Rua Vidal Ramos, aquela revitalizada pelos próprios lojistas e que ficou um charme. Vamos conhecer a Portugaria, um cantinho de Portugal no Centro de Florianópolis. Os quitutes são de lamber os beiços. Sinceramente, irresistíveis. Confesso que o tradicional bolinho de bacalhau é o meu preferido entre os salgados, já os pastéis de nata são uma delícia adocicada.

Mas além das maravilhas portuguesas ao alcance da boca, sabe o que é ainda mais bacana? O projeto de interiores é do amigo, o designer Sandro Clemes, profissional que admiro há alguns anos. Os trabalhos do Sandro são verdadeiros, com estéticas simples, porém sempre peculiares, porque ele é criativo, inclusive, com orçamentos enxutos. Aliás, nos dias de hoje, fazer mais com pouco é a máxima. E, na boa, do que acompanho ao longo dos últimos anos ao lado do amigo, este quesito ele tira de letra. Acho que muito vem da experiência na área de cenografia. Ele recebe o briefing, pensa, projeta e com o orçamento em mãos executa, materializa o sonho do cliente.

Com a Portugaria, a primeira loja da marca, foi assim. Sandro Clemes projetou em 13 metros quadrados um espaço com alma portuguesa, desejo dos donos Álvaro, Fábio e Ricardo, legítimos portugueses.

Aqui o amigo e designer nos conta mais sobre a concepção do espaço, pontuando os principais detalhes da decoração: 

A proposta resultante é uma reinterpretação de clássicos da arquitetura de interiores portuguesa em conexão com a estética clean contemporânea. A azulejaria decorativa tão representativa das tradicionais casas lusitanas é a principal referência visual do projeto. A geometria do azulejo quadrado, pura e rigorosa, está sugerida em toda a composição: na  parede de fundo revestida com pastilhas de cor azul marinho e nos lambris azulejados do salão de recepção de clientes. Os quadrados orientam as linhas-mestras do mobiliário planejado, dos bancos para sentar
e nas fotos vintage, de cenas portuguesas (As fotos são das regiões de origem dos três empreendedores: Lisboa, Porto e Aveiro).


Um desafio do projeto da Portugaria foi criar setores com boa circulação e ergonomia num espaço bem reduzido. Áreas de recepção e permanência dos clientes, de atendimento e de operação interna com manipulação de alimentos e armazenamentos diversos eram demandas do negócio. Tirar partido da verticalidade do cômodo e explorar cada centímetro dos vãos horizontais com marcenaria planejada e equipamentos de porte adequado foram as soluções encontradas. Linhas verticais e horizontais contínuas promovem a sensação de ampliação da sala. Alinhamentos de bancadas e elementos que vão do piso ao teto concorrem para o estabelecimento de eixos visuais claros e alongados.

Junto à entrada da Portugaria, o grande espelho sobre a bancada “stop-and-go” alarga o corredor de recepção. Para revestimento das meias-paredes, azulejos de padrão exclusivo, uma cocriação minha com o estúdio de branding Move Design Estratégico. Neles, formas geométricas dialogam com ilustrações dos animais que são fontes de proteína para algumas das iguarias servidas no local. E mais: ganchos nas paredes para pendurar bolsas oferecem maior comodidade aos visitantes.



Em afinidade com a identidade visual da marca, desenvolvida também pela Move, a paleta de cores navega por azuis, branco e tons terrosos. Madeira, metal e cerâmica são as principais matérias-primas presentes no ambiente. A iluminação procura valorizar o brilho dos doces nas vitrines e criar um clima cozy, oferecendo vários cenários possíveis ao setor do salão. O ícone do português com volumoso bigode, posicionado estrategicamente sobre a viga azul que corta o sentido longitudinal da planta, confere uma atmosfera algo pop e descontraída à composição da Portugaria.


O Feito Casulo superindica! O lugar é uma delícia em todos os sentidos. Você pode provar os quitutes por ali mesmo ou então levar para preparar em casa. A Portugaria – que tem a sede de toda produção em São José – vende também os produtos congelados para aqueles interessados em levar um pouquinho de Portugal para casa.

Fotos: Rudi Razador

Continue Reading

Empresa catarinense Milênio Home lança coleção de móveis em São Paulo

Leveza e purismo nos desenhos. Assim são caracterizadas as peças da coleção de mobiliário Dolce Vita, lançadas pela empresa catarinense Milênio Home, em São Paulo, durante a 25ª Abimad. Toda a linha tem assinatura do arquiteto e designer Diogo Giácomo Tomazzi, também de Santa Catarina.  Os móveis são componíveis, o que denota a versatilidade do uso.

Segundo o designer, estética e função se fundem em composições ora geométricas, ora orgânicas. Cantos e pés são arredondados, e os materiais são nobres, a exemplo do cobre, da madeira e mármores italianos.

Estas são as mesas de apoio Uccello. Podem ser usadas próximas ao sofá ou como composição de centro. São executadas com pedras italianas
Mesa de jantar Vita com tampo em MDF estruturado revestido com lâmina pau ferro ou nogueira 

Ainda compõem a coleção Dolce Vita as mesas Legno, Bronzo e Marmo (estão na foto que abre estes post)

 

Fotos Diogo Giácomo Tomazzi, Divulgação

Continue Reading