Marcelo Salum e o Loft Árvore da Vida na CASACOR São Paulo 2019

Inspirado no filme A Árvore da Vida, do diretor Terrence Malick e estrelado por Brad Pitt e Sean Penn, o arquiteto catarinense Marcelo Salum buscou referências para o projeto do “Loft Árvore da Vida”, de 107m², na CASACOR São Paulo 2019.

“O filme faz uma reflexão filosófica de como os traumas que carregamos para nossa vida adulta estão ligados à nossa educação. Acredito que a casa, sendo uma de nossas camadas como a pele e a roupa, pode conter proporções e materiais que ajudem a curar esses traumas”, explica o arquiteto.

A busca da essência, dos primeiros aprendizados, da importância da família foram o ponto de partida para Salum projetar o ambiente. A referência mais marcante com o filme é vista no hall de entrada, quando o visitante se depara com uma árvore criada especialmente para o ambiente pelo artista plástico Alexandre Mattos. Um balanço ao lado traz diversas simbologias, entre elas a do desejo de liberdade e do reencontro com a inocência perdida.

Como o filme é situado nos anos de 1950, o arquiteto se inspirou na estética desta década. Assim, móveis de diversos designers como Domingo Tótoras, Charles Eames, Ana Neute, Cristiana Bertolucci, Jader Almeida, Sérgio Rodrigues, Antoni Arola e do Estudio Fresa – parceria entre os arquitetos Frederico Cruz e Salum – estabelecem um harmonioso diálogo com peças do Arnaldo Danemberg Antiquário, que ajudam a compor a atmosfera.

A marcenaria colorida, típica da época, abriga todas as funções do loft se apropriando da forma longitudinal do espaço. A cor escolhida pelo profissional para trabalhar o ambiente como um todo foi o amarelo, criando uma alusão ao sol já que a luz é fundamental para o crescimento da Árvore da Vida e, consequentemente, de todos os seres.

Assim, desde a iluminação (que dá um ar de aconchego para o espaço), até a laca da marcenaria, detalhes dos tecidos, cor das paredes, revestimento do banheiro, entre outros foram pensados no tom amarelo. Sendo um espaço sem luz natural, Salum apostou na criação de “janelas” revestidas com um produto fabricado com 95% de matéria prima reciclada, e que brinca com o efeito de luz e sombra, profundidade e dá um “respiro” ao ambiente.

Obras de arte por todo canto

As obras de arte foram escolhidas para fortalecer o conceito do loft. O hall de entrada é composto pelo vídeo instalação Natureza Morta, do artista uruguaio Diego de los Campos, da escultura Posse, de Vanderlei Lopes, e da fotografia Epidermic Scapes, de Vera Chaves Barcelos, além da árvore já citada acima. Na área social, composta pelo living, jantar e cozinha destaque para a instalação da artista Vivian Kass, com uma criação exclusiva de terrários com pedras e outros elementos, pendurados surpreendentemente nas paredes, da obra Litologias da Fernanda Valadares, da escultura O Instante é Semente Viva, de Shirley Paes Leme, da obra Candle II de Kilian Glasner, das porcelanas Galáxias de Elida Tessler, de duas esculturas intituladas Coluna #1 e Coluna #5, de Florian Raiss e a escultura Sem título e Natureza morta 1, de Camile Kachani.

Leia também sobre o projeto [Co.Dining] de Juliana Pippi na CASACOR São Paulo 2019.

No quarto, a composição foi feita pelas obras de Jeanete Musatti, das obras da série Tensão de Shirley Paes Leme, da escultura Cadeira Flor, de Fabiana Queiroga, das fotografias da série Prata sobre Pele, de Gal Oppido e da escultura Retrato a., de Monica Piloni. Além disso, algumas esculturas africanas de animais e da fertilidade reforçam o significado da Árvore da Vida.

CASACOR São Paulo 2019
Data: 28 de maio a 04 de agosto de 2019
Horários: Terça a sábado e feriados, das 12h às 21h. Domingo, das 12h às 20h
Local: Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075 – São Paulo

Fotos Salvador Cordaro

*** Texto produzido com informações da assessoria de imprensa do arquiteto Marcelo Salum

Continue Reading

Juliana Pippi cria a sala de jantar [Co.Dining] para a CASACOR São Paulo 2019

Nesta segunda participação na CASACOR São Paulo, a arquiteta catarinense Juliana Pippi cria um novo lugar de encontros. Na sala de jantar, intitulada Co.Dining, a profissional projetou soluções que ampliam as possibilidades para estar junto, degustar sabores, conversas, histórias e a própria presença.

“Há muitas edições de CASACOR debruço-me sobre a materialização deste ato, o encontro. É quase como uma defesa do que importa para os dias, para manter o frescor da casa, das relações que nela se estabelecem, as vibrações que transitam. O ambiente transparece todos os gestos desta cena, as miudezas em texturas, aromas, sonoridades, gostos”, revela Juliana sobre o espaço de 45 metros quadrados.

O prefixo “CO” do nome do ambiente enfatiza a intenção de compartilhar, palavra empregada também no desenho da mesa “We Share”, projetada pela arquiteta especialmente para celebrar. A peça com tampo artesanal em granilite e uma calha central, que combina o corian e o inox, tem bandejas utilitárias para o preparo de drinques e petiscos ali na hora, com todos os convidados ao redor.

“A mesa” de 4,20m ocupa uma posição central, não à toa. Ela é o principal elemento de conexão e o fio condutor deste projeto. A partir dela as atividades da sala de jantar são realizadas”, destaca Juliana.

O efeito de acolhimento é potencializado pelo jogo de texturas presentes no espaço. A composição de revestimentos como o painel de madeira em carvalho, o mosaico Era na nova cor Lignito – produto assinado pela arquiteta para a Ceusa – constrasta com o azul, que tinge o teto e parte da parede. Ainda a geometria no tapete de Nicole Tomazi e o janelão que descortina a paisagem lá fora e deixa entrar a luz natural que marca a passagem do dia.

Mobiliário de design

Móveis de Claudia Moreira Salles, Sérgio Rodrigues, Gustavo Bittencourt, Jader Almeida e Bruno Rangel estão entre os shapes selecionados. Objetos de decoração, de antiquário, obras de arte e as almofadas com estampas de autoria da profissional para a linha ARQ formam o mood acolhedor. Juliana ainda reforça seu envolvimento com o tema “encontro” nos desenhos do ilustrador convidado Fábio Dudas, que compõem o pendente Ingo Maurer Zettel’s sobre a mesa de jantar “We Share”. As obras de artes mais importantes do ambiente são assinadas por Eduardo Haesbaert, Aline Sancovsky, Shirley Paes Leme, Marlene Stamm, Renato Castanhari, Sérgio Pinzon, H Savas, Vera Martins. As fotos de Juliana Sicoli e Denilson Machado foram produzidas para o ambiente.

CASACOR São Paulo 2019
Data: 28 de maio a 04 de agosto de 2019
Horários: Terça a sábado e feriados, das 12h às 21h. Domingo, das 12h às 20h
Local: Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1075 – São Paulo

Fotos Denilson Machado

*** Texto com informações da assessoria de imprensa da arquiteta Juliana Pippi

Continue Reading

Casa Areia é o café oficial da CASACOR SC Florianópolis 2018

O projeto da Casa Areia, inspirado nas dunas da Joaquina, é assinado pelas irmãs, as designers Linda Martins e Linda Cris Araújo, do Maraú Design Studio, e pelo engenheiro civil Rodrigo Pires, da Rope Engenharia. O espaço abriga o café oficial da mostra, em Florianópolis, que tem o menu assinado pelo chef e mergulhador Narbal Corrêa, à frente do bem-sucedido Rita Maria Lagosteria.

“Casa Areia é uma homenagem a Florianópolis e as suas belas paisagens, principalmente a das dunas da Joaquina. Com tons de branco e areia, nossa casa tem o frescor da contemporaneidade, linhas retas, estrutura ampla para passagem de luz e circulação de ar”, explicam as profissionais.

Fotos Ronald Pimentel

Com 100 metros quadrados, as designers se debruçaram no tema A Casa Viva para promover um ponto de encontro com conforto e acolhimento, sem deixar de lado a elegância e a sofisticação. Na área interna, estão dispostas cinco mesas com 22 cadeiras para acomodar o púbico. Um dos destaques é o muxarabi, um painel em acrílico inspirado nas renda de bilro, herança cultural açoriana, que auxilia na iluminação e ventilação naturais. O elemento agrega estética única, seja pelo seu design exótico vazado ou pelo efeito de luz e sombra que se espalha sobre o ambiente.



A artista plástica Fabi Loos foi convidada para assinar quatro telas, representando o azul de céu, mar e lagoa. Uma parede de plantas naturais contrapõe às cores neutras, assim como o revestimento dos banheiros em tom canela, que remete ao pôr do sol da Ilha.

Um convite para observar a movimentação da mostra está na varanda, onde foi montado um deck  de madeira e sobre ele disposto um sofá para compartilhar, além de bancos e cadeiras. Para relaxar, espreguiçadeiras estão espalhadas sobre a areia.

Responsável técnico pela execução do projeto, fornecimento de material e mão de obra, Rodrigo Pires, que participa há três anos da CasaCor como engenheiro responsável, assina pela primeira vez um ambiente na mostra e comenta:

“A Casa Areia é totalmente conectada à natureza e tem a intenção de agregar e interagir com outros expositores, além de ser o local de reunir e compartilhar bons momentos”, finaliza.

*** Texto com informações da assessoria de imprensa: Melissa Hoffmann

SERVIÇO

O QUE: CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018
QUANDO: 14 de outubro a 25 de novembro
Terça a Sexta, das 15h às 21h / Sábado, das 13h às 21h / Domingo, das 13h às 19h
ONDE: Caminho dos Açores, 1.410, Santo Antônio de Lisboa
INGRESSOS: Inteira, R$ 40 /Meia, R$ 20  /Passaporte, R$ 100

Continue Reading