Começa nesta sexta-feira 13 a 1ª a Parque Gráfico – Feira de Arte Impressa, em Floripa

A primeira edição da Parque Gráfico – Feira de Arte Impressa, chega em Florianópolis a partir desta sexta, dia 13 de maio. O evento vai ocupar as instalações do Museu da Escola Catarinense da Udesc (Mesc) e contará com uma série de atividades para públicos de todas as idades, entre palestras, debates e oficinas, além do espaço dedicado à exposição dos produtos editoriais.

O objetivo das atividades é fomentar a discussão e a troca de informações entre participantes, convidados e visitantes, indo além do ambiente expositivo e do consumo das publicações.

As palestras com João Varella, da Editora Lote 42, uma das mais conhecidas no segmento de publicações independentes, autorais e pautadas em temas da atualidade estão entre as mais esperadas dentro da programação da feira que vai até domingo, dia 15.

Temas práticos envolvendo produção gráfica também fazem parte da agenda. Um exemplo é a oficina Arredondando a Ideia, que pretende ser uma espécie de consultoria para quem quer montar uma publicação.

“Queremos replicar em Florianópolis um modelo de evento que já é realizado em diversas cidades do Brasil, como Feira Plana, Pãodeforma, Feira Dente e Parada Gráfica, e que pessoalmente admiramos e frequentamos. Além disso, nossa intenção é movimentar a agenda cultural da Capital e fazer da Parque Gráfico um evento anual na cidade”, destaca a produtora cultural Camila Petersen, uma das idealizadoras da feira.

Sobre a Parque Gráfico

Nesta primeira edição, a Feira irá reunir 54 expositores de várias partes do Brasil, entre inscritos, convidados e parceiros, que estarão reunidos no vão central do Mesc para mostrar ao público centenas de trabalhos entre revistas, zines, jornais, livros de artistas e outras publicações.

Na lista de expositores, sete deles fazem parte da Parquinho, uma seção da Parque Gráfico voltada para o público infantil.

A Parque Gráfico, que tem o apoio do Edital Elisabete Anderle de Incentivo à Cultura, do Governo de Santa Catarina, pretende se consolidar como um evento relevante no calendário de feiras voltadas para o mercado gráfico-autoral. Quer saber mais, clique aqui.

parque grafico 1


Confira a programação e participe:

Sexta, dia 13
*** Palestra: “Publique Livros, Crie Editoras” com João Varella (Lote 42)
Horário: 19h
Local: Auditório Mnemosine
Inscrição: R$ 30 (50 vagas)

Sábado, dia 14
*** Oficina: “Aumenta um Ponto” com Gabriela Gil (Coletivo Alecrim)
Voltada para público infantil, a partir de 5 anos.
Horário: 14h
Local: Espaço Aldo Nunes – Oficina II
Inscrição: Gratuita

*** Oficina: Encadernação básica “Dançando Lombada” com Manon Bourgeade e Pedro Lima – Pipoca Press
Horário: 15h
Local: Sala Cassandra
Inscrição: R$ 80 (10 vagas)

*** Oficina: Consultoria “Arredondando a Ideia” com Ale Kalko e Murilo Martins
Horário: 16h às 18h, sendo entre 10 a 15 minutos por pessoa (individual)
Local: Espaço Expositivo Mutações
Inscrição: Gratuita (05 vagas)

*** Palestra: “Como divulgar seu livro: imprensa, redes sociais e feiras” com João Varella (Lote 42)
Horário: 19h
Local: Auditório Mnemosine
Inscrição: R$ 30 (50 vagas)

Domingo, dia 15
*** Oficina: “Encadernação Artesanal: o livro como espaço poético de criação e imaginação” com Tina Merz (Original Kids)
Voltada para público infanto-juvenil de 8 a 12 anos.
Horário: 14h
Local: Espaço Aldo Nunes – Oficina II
Inscrição: R$ 15 (10 vagas)

*** Oficina: Consultoria “Arredondando a Ideia” com Ale Kalko e Murilo Martins
Horário: 16h às 18h, sendo entre 10 a 15 minutos por pessoa (individual)
Local: Espaço Expositivo Mutações
Inscrição: Gratuita (05 vagas)

*** Oficina: “Brincando de Ilustrar” com Lese Pierre (Original Kids)
Voltada para público infanto-juvenil de 6 a 12 anos.
Horário: 16h
Local: Espaço Aldo Nunes – Oficina II
Inscrição: R$ 15 (10 vagas)

*** Debate: “Empoderamento Feminino e Publicações Independentes” com Coletivo Efêmmera, Letícia Cobra Lima, Manu Cunhas e Negahamburguer
Horário: 19h
Local: Auditório Mnemosine
Inscrição: Gratuito (50 vagas)

*** Texto produzido a partir de informações da assessoria de imprensa

Continue Reading

Galeria do Sim inaugura em Florianópolis

convite
Retratar momentos únicos a partir de uma mostra permanente de bolos, cenografia e fotos. Por isso, a exposição intitulada “Galeria do Sim. Os bons momentos começam com sim”, que inaugura na Capital nesta segunda, 28 de setembro.

A iniciativa tem à frente um trio de profissionais: o arquiteto Eduardo Scoz, do estúdio Etcetra, o produtor e cenógrafo Alisson Barcelos, da Arte e Eventos, e Patricia Goedert Doçaria, que resolveram se unir para juntos criarem uma ação inusitada.

A intenção dos organizadores é propor um ambiente criativo com referências e tendências para o mundo dos eventos temáticos ou clássicos. O espaço irá inovar o formato das exposições de ideias e produtos transformando o modelo convencional de mostras e feiras em galeria de arte.

E eles explicam: o nome Galeria do Sim foi pensado a partir do conceito de que tudo o que é bom e positivo na vida, começa com um sim.

A exposição dos bolos estará envolvida por uma cenografia específica, assinada pelo escritório Alisson Barcelos Arte e Eventos e apresentará estações conceituais, das mais diferentes formas e decorações. Os bolos, que vão dos mais clássicos aos temáticos, representarão os momentos especiais da vida das pessoas como: batizado, crisma, aniversários, casamentos, formatura, entre outros. Todos os bolos são inspirados em pesquisas mundiais feitas pela Patricia Goedert.

O espaço contará ainda com uma exposição de fotos, dos mais renomados fotógrafos de Santa Catarina, que registraram os mais diferentes momentos em que as pessoas disseram o sim para a vida.

O projeto tem o apoio da Topo Produções, empresa que se destaca no mercado com a execução de produtos estruturais para cenografia e projetos especiais, e da Cena 7 Eventos, empresa de locação de mobiliários conceituais e exclusivos.

A Galeria do Sim, ao lado da Doçaria Patricia Goedert, na rodovia SC-401, 6977, Santo Antônio de Lisboa, ficará aberta ao público até janeiro de 2016 com renovação dos produtos apresentados.

 

SERVIÇO:

Galeria do Sim
Inauguração: segunda-feira, 28 de setembro
Horário de visitação: das 10h às 19h, de segunda a sexta, e das 12h às 22h, sábados e domingos.
Local: Rodovia SC-401, 6.977, Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis, anexo à Patricia Goedert Doçaria.

Continue Reading

Impressões da Maison Objet

Quem acaba de chegar de um tour pela Europa é o arquiteto Marco Antonio Medeiros. A pedidos, ele trouxe notícias quentinhas de uma das mais importantes feiras mundiais do setor de decoração: A Maison Objet, em Paris, realizada este mês.

No início do ano, ele marcou presença no Salão Internacional de Milão (na Itália) e, agora, pela primeira vez, fez questão de conhecer o evento parisiense. Aqui, confira alguns dos registros feitos pelo profissional, bem como suas impressões sobre a feira.

Segundo Marco Antonio, a Maison é tão extensa quanto a de Milão. O pavilhão que ele visitou (fotos) mostrou ambientes luxuosos e tradição na movelaria francesa, estilo e marcas!. Sobre a cor predominante, pelo que observou, tanto dentro como fora da feira (nas lojas do segmento), destaque para o lilás seco, rosa seco, fendi, branco. Marco ainda visitou o pavilhão dos novos talentos e de alguns arquitetos que mostram novidades na área da movelaria e projetos especiais.

Questionado sobre a diferença entre o Salão de Milão e a Maison Objet, Marco disse o seguinte: “Milão traz muita tecnologia em materiais, acabamentos, etc….. Paris eu vi mais ambientes bem ambientados, com ornamentação, objetos lindíssimos e de extremo bom gosto. Para o estilo de trabalho que realizo, com certeza, agrega muito mais por ser muito próximo do que eu gosto de executar!”

O arquiteto disse que o veludo brilhoso também está bastante presente no mobiliário, forrando poltronas e até mesmo armários, mesas….. “O que mais me impressionou mesmo foi o uso de materias naturais, super em alta. São  troncos de madeira como mesa de centro, pisos de madeira reaproveitada, tintas para paredes ecológicas. Vale muito a pena visitar a feira para ver as composições, o trabalho artesanal dos franceses, tanto em madeira como em tecidos, enxovais.”

Maison Objet - setembro 2010
Maison Objet - set. 2010
Maison Objet - set. 2010
Arquiteto Marco Antonio Medeiros durante visita à Maison Objet, em Paris
Continue Reading