Arquiteto Marcelo Salum apresenta conceito nômade na Sala Kidron da CASACOR SC Florianópolis 2018

O conceito nômade é interpretado pelo arquiteto Marcelo Salum na Sala Kidron, projeto criado para a CasaCor SC Florianópolis 2018. O movimento do deslocar-se, para o arquiteto, ganha outro significado no espaço de 60 metros quadrados, pensado para um médico terapeuta, que recebe amigos e pacientes para conversas de aprendizado e aprofundamento das questões da alma. Vai muito além do fato de não estabelecer morada fixa.

“Esse conceito vem da própria palavra nômade que significa que o personagem não tem morada fixa e se desloca constantemente de lugar. Faço analogia com a própria natureza humana, que está sempre em movimento, expandindo e retraindo. Trazendo essa denominação para a arquitetura podemos dizer que o que é sólido se desfaz no ar, se transforma em outro lugar”, explica o arquiteto.

Neste território que descortina as dunas do deserto, o ambiente foi criado com elementos que remetem a este eterno fluxo. Uma massa de pedras ornamentais – preciosas e semipreciosas no tom bege – cobre paredes e teto. No piso, a pedra de Limestone faz menção a lembrança da areia e reforça a ideia de transitoriedade.

Fotos Mariana Boro

“O espaço é definido por um estar com uma mesa de escritório. Nas quatro paredes foram estruturados painéis em proporção áurea na lâmina natural freijó, que resguardam obras de arte dos artistas Juliano Aguiar, Walmor Corrêa, Yuri Seródio, Lilian Mansur, Maria Helena Ferraz e Renato Dib. Num deles foi desenhada uma estante inspirada no árabe Cúfico (escrita árabe), para abrigar esculturas da artista Sara Ramos, livros e objetos de decoração. Toda essa composição é evidenciada por uma iluminação indireta”, complementa Salum.

O tema também inspirou as recentes criações do seu estúdio Fresa, em soma com o designer Frederico Cruz, lançadas no espaço, como o sofá, um par de poltronas, outro de mesas e uma chaise longue. “Exploramos as formas arredondadas com visual despojado, priorizando conforto”, conceitua. O mobiliário contracena com objetos de antiquários e peças assinadas por Aristeu Pires, Lattoog e Moooi.

“Nos tecidos a cor predominante é o rosa queimado, deslocando o tom das paisagens de algumas regiões do Oriente Médio. Algumas pinceladas de azul marinho transportam a lembrança do crepúsculo, horário tão importante para o povo dessa região. Para a decoração foram produzidas almofadas e pufes de Jogin, mantas antigas usadas em tendas iranianas”, conta Salum.



O significado de Kidron

Kidron, Cedro em árabe, é uma madeira que teve grande importância em várias civilizações – fenícios, egípcios, gregos, romanos. Alguns místicos dizem que a árvore simboliza força e resiliência. Sua imagem também estampa a bandeira do Líbano, país de origem da família Salum, estabelecida há anos no Brasil, celebrando exemplo de mobilidade entre as nações. A árvore desdobra três obras assinadas pelo designer Fernando Bertolini especialmente para o espaço.

Produção de Texto: Luciana de Moraes (A Casaa)

 

SERVIÇO

O QUE: CASACOR Santa Catarina / Florianópolis 2018
QUANDO: 14 de outubro a 25 de novembro
Terça a Sexta, das 15h às 21h / Sábado, das 13h às 21h / Domingo, das 13h às 19h
ONDE: Caminho dos Açores, 1.410, Santo Antônio de Lisboa
INGRESSOS: Inteira, R$ 40 /Meia, R$ 20  /Passaporte, R$ 100

 

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.