Jader Almeida apresenta coleção 2018 desenhada para a Sollos

No evento intitulado Show House realizado em São Paulo o arquiteto e designer Jader Almeida apresenta a coleção 2018 desenhada para a catarinense Sollos. Até o dia 8 de abril imprensa e profissionais da área conhecem em primeira mão os lançamentos da marca. Tão logo as novidades estarão no showroom da Icon, em Florianópolis.

“Para 2018 não pensamos na individualidade dos produtos ou de soluções − já que cada produto carrega valores duráveis, individualidade e atributos de atemporalidade.” É assim que Jader Almeida, diretor criativo da Sollos, resume o conceito do processo criativo para a marca catarinense.

São mais de 30 produtos e, destes, cinco são modelos inéditos de cadeiras, mesas de jantar, centro e apoio, buffet, sofás e poltronas.

O Show House Jader Almeida Sollos fica na Avenida das Nações Unidas, 345, Vila Leopoldina, São Paulo.
Agendamento de visita deve ser feito neste link: sollos.ind.br/cadastro

Aqui compartilho com vocês alguns dos lançamentos.

O sofá Saturday Nest tem encosto com diferentes inclinações. A mais acentuada oferece despojamento e informalidade. Tem ainda a mesa de apoio Jazz. A haste em metal fundido – bronze, ferro ou latão – combinada ao mármore ou quartzo garante identidade única à peça. A função de apoio é atendida pelas diferentes geometrias e dimensões do tampo.

A mesa de jantar Pétalas é outro lançamento. O desenho é formado a partir das formas puras, que compõem a estrutura da mesa. Os detalhes na superfície do tampo fazem o contraponto. A base pode ser em MDF laminado ou pintado de microtextura preta, ônix ou champanhe. O tampo pode ser de MDF inteiro até 1,80m ou de mármore inteiro até 1,20m de diâmetro. Ambos são divididos acima em cinco partes e daí que vem o nome da linha: Pétalas
Um dos novos modelos de sofá é o Mode, que trabalha no desenho a modularidade inspirada nos anos 1970, período da individualidade que representa tão bem os dias atuais. A abordagem da modularidade livre e intuitiva responde muito bem as necessidades de qualquer época. A escolha dos módulos gera inúmeros resultados com diferentes finalidades (como o proposto no ambiente da foto abaixo). Detalhe do encosto que é solto e possui pegas para facilitar a movimentação e a mudança de posição. Além disso possui um peso adequado que mesmo projetando o corpo, a peça permanece estável.

E entre a seleção de peças lançadas tem a PIN, luminária de parede. Ao primeiro olhar aparentam ser pinos marcadores, devido às esferas e hastes alongadas. A matriz do seu desenho parte de formas tradicionais das luminárias do século 20, porém, a ideia não é apresentar mais um produto estático. Aqui o diferencial está nas inúmeras combinações que sua configuração possibilita interpretar. Com cinco diferentes conexões é possível tornar individual luminárias nas versões de teto ou parede.

Fotos: André Ligeiro, Divulgação

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.