CR.U.SH: projeto catarinense compartilha design de móveis para download pela internet

Conheço o designer de produtos Mateus Machado, de Tubarão, no sul do Estado, não é de agora. O conheci ainda logo nos primeiros meses de vida do blog Feito Casulo, durante minhas viagens virtuais, garimpando coisinhas para postar por aqui. Até que encontrei o trabalho do catarinense, que fazia pufes de papelão ondulado, isso em 2010. Já curtia, naquela época, o interesse dele pela busca do diferente, criar um produto, digamos, para surpreender, instigar, seja pela forma, pelo material, pela técnica de produção. Aliás, experimentar parece que sempre foi a praia do Mateus.

(CONFIRAM NO FINAL DESTE POST LINKS DE OUTRAS PUBLICAÇÕES SOBRE OS PUFES DE PAPELÃO DO DESIGNER MATEUS MACHADO)

Não à toa, no fim do ano passado, novamente fazendo um passeio na web, cheguei ao Projeto CR.U.SH. Lá fui eu fuçar, é claro, e descubro mais uma vez o dedo de Mateus para a minha alegre surpresa.

A máxima do compartilhamento chegou também ao design de móveis e é nesta onda que o projeto CR.U.SH embarca. Segundo o designer, ele funciona como um portal on-line para compartilhar o design de mobiliário. E isso é feito a partir de mobiliário digital com a patente aberta (open source). A partir desta iniciativa já foram lançados 19 produtos.

Estão juntos neste projeto, além de Mateus, Guilherme Santos (publicitário), Laís Schulz (fotógrafa e relações internacionais), Matheus de Souza (relacionamento, marketing) e Larissa Cardoso e Rafael Black (os novos crushers, que são arquitetos, responsáveis pela ambientação, modelagem virtual dos produtos aplicados em ambientes).

 

projeto-crush-create-upgrade-share

Miniaturas-moveis-digitais

Mas, que negócio é este de móveis digitais?
Mateus diz que é considerado digital todo o móvel desenvolvido em ambiente virtual (softwares de desenho e modelagem 3D) e fabricado por máquinas automatizadas Router CNC (máquina que recorta a chapa de madeira, MDF ou compensado, de acordo com o desenho programado.

Banqueta Yumi

E não para por aí. Na opinião dos crushers, democratizar o design não está relacionado a desenvolver produtos mais baratos para que mais pessoas possam comprá-los.

“No nosso entendimento, democratizar o design é fazer com que pessoas e empresas tenham acesso ao design de qualidade. Os móveis do projeto são desenvolvidos com foco na diminuição de componentes e otimização no consumo de matéria-prima. O resultado são móveis com design moderno, de fabricação simples e custos de produção reduzidos”, explica o designer.

poltrona-gira-mundo-projeto-crush-open-source

Hoje, como funciona isso?

O mobiliário é transformado em um infoproduto, um arquivo digital contendo o desenho vetorizado. Este pode ser facilmente replicado e enviado para qualquer lugar do mundo por e-mail, derrubando qualquer barreiras geográfica.

O modelo de negócios do projeto CR.U.SH é chamado de Freemium. Os desenhos em PDF e escala 1:1 estão disponíveis no portal para download gratuito.

Já os desenhos vetorizados serão comercializados, por unidade ou por assinaturas, pela plataforma de financiamento coletivo. Dá uma olhada lá neste link da campanha na Kickante.

Projeto CR.U.SH participa da Campus Party

O ano de 2016 já começou com a corda toda para esta turminha do CR.U.SH. No final de janeiro eles participaram da Campus Party Brasil, o maior evento de tecnologia da América Latina. Eles estavam entre as cinco startups de Santa Catarina selecionadas. Mateus Machado e Guilherme Santos (foto) foram a São Paulo, onde marcaram presença com um estande exposto no espaço Startups&Makers (S&M).

12631389_1163926856965785_686930635446472272_n

Motivação total, segundo a dupla, para seguir 2016 à frente do projeto que tem apenas dois anos.
Show de bola hein!? Fico feliz quando vejo ideias como estas ganhando cada vez mais reconhecimento e, mais feliz ainda por saber que surgiu aqui em Santa Catarina. Orgulho sim! Parabéns à equipe.

Convido aos leitores deste blog para conhecerem melhor a iniciativa. Visitem o site do projeto Crush. Tem também aqui em Floripa o showroom do projeto no Parque Ambiental da Tractebel. Ou ainda, curtam a página deles no Facebook e no Instagram.
Indico!

projeto-crush-mobiliario-digital-design-open-democratico

 Fotos Projeto Crush, Divulgação

Quer conferir os outros posts dos antigos pufes de papelão feitos pelo designer Mateus Machado? Espie estes links:
Pufes de papelão ganham capas exclusivas

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *