Nuvem para iluminar

No dia a dia elas não são muito bem-vindas. Isso porque costumam aparecer para esconder o sol que ilumina, que aquece. Ao mesmo tempo que as nuvens são capazes de tirar o brilho da luz maior, elas surpreendem naturalmente. Quem nunca teve vontade de tocar numa nuvem? Lembro muito disso quando era criança, quando pensava que as nuvens fossem de algodão. Ou então, quem não ficou horas olhando para o céu e tentou decifrar as formas, os desenhos das nuvens? No céu, quando voamos, da janelinha do avião, é lindo admirá-las no horizonte. As nuvens fazem parte do nosso imaginário.

Já disse outras vezes e acho que para esta criação vale novamente a repetição: “a beleza está nos olhos de quem vê”.

Em vez da sombra, uma nuvem para iluminar. A boa ideia é design de Zhao Liping.

A partir do desenho de uma nuvem a designer criou duas luminárias, uma pendente, que parece flutuar, e outra de teto, com um interruptor para ligar e desligar a peça, que imita uma gota de chuva. No chão, a base repete o desenho da nuvem no alto, como se reproduzisse a sombra.


garimpo encontrado aqui.

Você pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *