As preferidas

Elas vieram para encantar mesmo os corações. Já escrevi alguns posts sobre as poltronas Coração, produto feito em SC. A peça é um fetiche e tem conquistado o país afora. As poltronas são, inclusive, globais. Se não me engano a peça decora ambientes de novelas de horário nobre pela segunda vez. Simmmmm. Não é um luxo!!!!! Agora, está em Passione.

Não há dúvida que todo esse reconhecimento deve-se, principalmente, à idealizadora Raquel Ávila Lole, que está à frente do projeto Recria – Artisan. A ideia de todo trabalho partiu da vontade de unir-se a uma cooperativa de mulheres costureiras para confeccionar produtos a partir de materiais que pudessem ser reaproveitados. A troca mútua, a sinergia, como Raquel mesma diz, reflete no resultado e, consequentemente, no sucesso de cada poltrona. Fico particularmente feliz quando vejo a evolução do trabalho de toda a equipe. Não existe uma poltrona igual à outra. A composição de tecidos nunca é igual, os retalhos e a costura são feitos um a um, manualmente, pelas cooperadas.

Dos posts que fiz no Feito Casulo, os referentes à poltrona Coração são campeões de comentários, de pessoas perguntando onde podem comprá-la. O legal é que o negócio cresceu – hoje são 100 poltronas Coração confeccionadas – e da mesma forma, cresceu também o número de lojas que revendem a peça produzida em Criciúma, Sul de Santa Catarina.

Estes dias recebi um e-mail do site Obravip.com e para minha surpresa lá estavam as belíssimas poltronas Coração. Também descobri que estão à vneda loja Bya Barros, em São Paulo. Com certeza, muitos outros lojistas comercializam a peça, que, aliás, fez sucesso na última edição da feira Abimad, na capital paulista.

Então, para comemorar todo esse sucesso, este post especial. Parabéns às meninas do projeto Recria – Artisan.

Saiba mais sobre o projeto e as novidades no blog www.recrianet.blogspot.com

Você pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.